Arquivo mensais:dezembro 2013

SOAD no Nordeste botando pra F…Chop Suey neles!

O melhor show do ano de 2013 ( feito em 2011)

Banda cover do System of a Down toca Chop Suey no Nordeste e leva o público ao delírio. Milhares de fãs da banda pedem bis até que a chuva caia e leve embora os maus espíritos que continuam a atormentar.

 

Uma mensagem diferente para um novo ano

UMA MENSAGEM DIFERENTE DE UM FELIZ ANO NOVO 2014

Sábado para domingo, já era madrugada de domingo , eu estava na paulista com um amigo e encontramos um morador de rua entregamos para ele uma garrafa com metade de suco, ele estava com fome e nos agradeceu, aproveitou o barco para contar um pouco da sua vida.

Ele me disse que eu tinha ajudado ele naquele mesmo local um outro dia, em uma sexta, com algumas moedas para ele poder comer, eu não lembro isso, talvez ele esteja me confundindo com outra pessoa ou não estou lembrado. Mas de qualquer forma eu agradeci o carinho, ele atravessou a rua e desejou para nós um feliz ano novo e tudo de bom, nós retribuímos.

Conclusão, ele era um morador de rua eu fiquei feliz de ter ouvido um feliz ano novo e votos de carinho. São pequenos gestos recíprocos que deixa o ser humano feliz, eu fiquei contente.

Se em 2014 cada brasileiro dispor de um minuto de seu tempo para enxergar o próximo, poderemos talvez ter um feliz ano novo.

Até lá, votos de felicidade, desejo de boas festas, não passam apenas de vogais e consoantes jogadas num cartão natalino por uma impressora fria, sem sentimentos, de uma gráfica qualquer, com um único intuito: o lucro.

O ano de 2013 se passa, o ano da Serpente!

Serpente

Segundo o calendário oriental, o ano da Serpente começa em 10 de fevereiro. O astrólogo e especialista em feng shui Vladislav Obolonsky ajuda a Voz da Rússia a saber a quem este símbolo da sabedoria chinesa trará sorte este ano.

“No Oriente, a Serpente é considerada símbolo da sabedoria, por isso o ano de 2013 será a época mais bem-sucedida para aquisição de novos conhecimentos, ampliação dos horizontes. O principal conselho a todos os signos é estudar mais, dedicar tempo ao autoconhecimento e autoaperfeiçoamento. Por que não experimentar algo novo? Por exemplo, você queria há muito tempo matricular-se numa escola de dança, praticar ioga ou meditação, mas, por qualquer motivo adiou isto. Está na hora de começar. A Serpente gosta de pessoas que cumprem aa promessas feitas a si próprias”.

O ano da Serpente será sobretudo bem-sucedido para a solução de conflitos antigos com conversações de paz, com a ajuda da sabedoria de vida. O lema do ano é “Água mole em pedra dura, também bate até que fura”. Siga-o para permanecer entre os “queridinhos” da tranquila e sensata Serpente – assinala Vladislav Obolonsky:

Continue lendo

RPM – Revoluções por minuto

Revoluções por Minuto (também conhecida somente por RPM) é uma banda de rock brasileira surgida em 1983, tendo sido uma das mais populares do país nos anos de 1984 a 1987. Foi uma das bandas mais bem sucedidas da história da música brasileira. Na segunda metade dos anos 80, conseguiram bater todos os recordes de vendagens da indústria fonográfica brasileira. A visão crítica e bagagem cultural do letrista Paulo Ricardo foi um argumento de marketing na vendagem dos discos da banda. A banda vendeu mais de 5 milhões de discos em sua carreira.

 

Revoluções Por Minuto

Revoluções Por Minuto

Tudo começou em 1980, em São Paulo, quando Paulo Ricardo namorava Eloá, que morava em frente à casa onde Luiz Schiavon ensaiava com May East. O casal resolveu um dia visitar os vizinhos, que estavam num ensaio crucial que decidiam entre cantar em inglês ou português. Paulo Ricardo deu seu voto, opinando pelas letras em português e assim conheceu Luiz Schiavon. Neste dia conversaram muito sobre música. Paulo estava começando sua carreira como crítico musical e Schiavon era um pianista clássico, que buscava um novo caminho, mais popular, mas sentiu dificuldade em encontrar alguém. Foi assim que Paulo recebeu o convite para integrar o “Aura”, uma banda de jazz-rock que ainda tinha Paulinho Valenza na bateria. Depois de três anos de ensaios e nenhum show, Luiz encantou-se pela música eletrônica e pela tecnologia de novos sintetizadores, enquanto Paulo decidiu morar na Europa – primeiro na França e depois em Londres, de onde escrevia sobre novidades musicais para a revista Somtrês e se correspondia com frequência com Schiavon. Este choque de personalidades impulsionou a criação do RPM depois que o trabalho da dupla foi retomado em fins de 1983, já em São Paulo. Continue lendo

Legião Urbana – Quatros estações

Legião Urbana – Quatro estações

Sem dúvida, uma das minhas bandas preferidas. Não é a melhor banda do mundo, é apenas uma das minhas preferidas. Eu só tenho 3 bandas preferidas. Este álbum é o meu preferido da banda. Suas músicas são muito boas na minha opinião. Os outros são bons, mas se eu tivesse que escolher um, seria este.

Legião4As Quatro Estações é o quarto álbum da banda brasileira Legião Urbana, lançado em 1989. O álbum cristalizou a formação após a saída do baixista Renato Rocha, devido a desentendimentos com o baterista Marcelo Bonfá.

Depois do fatídico show no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, que terminou em confusão generalizada, a banda chegou a ser odiada por parte do público que foi ao show. O fato aumentou a fobia de palco de Renato Russo e fez com que a banda adotasse uma postura mais introspectiva. Durante as gravações, o baixista Renato Rocha se desentendeu com os demais membros e deixou a banda, fazendo com que algumas bases de baixo já preparadas para o disco fossem regravadas por Renato Russo e Dado Villa-Lobos.

O disco trata de temas como a bissexualidade, como na canção Meninos e Meninas (em que Renato assume abertamente ser bissexual) e Maurício, e a religião, como em Monte Castelo (adaptada de trechos da Primeira Epístola de São Paulo aos Coríntios, da Bíblia cristã, e mesclada a trechos de um soneto de Luís Vaz de Camões). A crítica social também está presente, com 1965 (Duas Tribos), em que o cantor menciona a tortura (prática comum na ditadura militar, nos anos 70). Continue lendo