Arquivo mensais:maio 2014

Ratos de Porão lança o disco “Século Sinistro”

Ratos de Porão lança o disco “Século Sinistro” com shows no Sesc Pompeia

Ratos de Porão: da esq. para a dir., Boka (bateria), João Gordo (vocal), Jão (guitarra) e Juninho (baixo)

Ratos de Porão: da esq. para a dir., Boka (bateria), João Gordo (vocal), Jão (guitarra) e Juninho (baixo)

Com 33 anos de carreira, o grupo Ratos de Porão lança o seu aguardado 15º disco de estúdio, “Século Sinistro”,  com shows neste sábado (31) e domingo (1º) na choperia do Sesc Pompeia, em São Paulo.

O álbum da cultuada banda de crossover (estilo que mistura punk rock e hardcore com thrash metal) sai oito anos após o seu antecessor, “Homem Inimigo do Homem”. “A gente vinha patinando fazia tempo. Só tocando música velha. E é igual a um casamento. Pra dar certo, tem que ter filho, né?”, disse Jão Gordo sobre a decisão de entrar no estúdio e fazer o disco, durante uma audição do álbum para a imprensa nesta sexta (30).

Mas a banda avisou que, nos shows do lançamento, a maior parte do repertório deve ser mesmo de músicas antigas. “A gente deve tocar umas três ou quatro do disco novo, só. O resto é música velha”, afirmou o guitarrista Jão, justificando que é isso o que o público quer ouvir. Não devem faltar, então, no repertório hinos da banda como “Beber Até Morrer”, “Crucificados Pelo Sistema” e “Crise Geral”.

Do novo álbum, provavelmente serão tocadas “Viciado Digital”, que fala sobre o vício em internet e a superexposição nas redes sociais, e “Grande Bosta”. Definida pela banda como sua “música da Copa”, a última tem uma letra que afirma que o Brasil é, sim, campeão. Em “espancamento de mulher”, “endividar o Zé Mané” e “fazer filho e dar no pé”. “Sempre fomos contra a Copa do Mundo”, avisa o vocalista.

O show de abertura fica por conta do duo de  death metal Test, que está lançando o seu segundo disco, “Balão de Azar”. Formada por João Kombi (guitarra e vocal) e Thiago Barata (bateria), a dupla paulistana ficou conhecia por fazer shows totalmente independentes, em calçadas em frente a locais onde se apresentariam, no mesmo dia, bandas estrangeiras como D.R.I. e Slayer. Para João Gordo, o Test é um dos grandes nomes da cena metaleira atual. “Os caras estão crescendo e já são muito conhecidos”, diz o vocalista do Ratos.

Test e Ratos de Porão

Quando: sábado (31/5, às 21h30) e domingo (1º/6, às 19h)

Onde: choperia do Sesc Pompeia (rua Clélia, 93, Pompeia, São Paulo. Tel.: (11)3871-7700)

Quanto: de R$ 3,50 a R$ 16.

Fonte: Guia Uol

Jogador sueco sequestrado por militares argentinos durante Copa de 1978

Jogador sueco sequestrado por militares argentinos durante Copa de 1978

Ralf Edström, x-atacante do PSV e da seleção da Suécia

O ex-atacante Ralf Edström, uma das estrelas do futebol sueco na década de 1970, revelou nesta sexta-feira que foi “sequestrado e interrogado” por militares argentinos durante a disputa da Copa do Mundo de 1978. O jogador da seleção da Suécia contou que em uma noite saiu para dar um passeio, um dia antes da partida contra a Áustria, pela fase de grupos, quando dois homens armados se aproximaram e o obrigaram a acompanhá-los até um local onde um homem o esperava, que Edström suspeitou ser um militar.

“Saí só uma noite e então apareceram dois homens armados ao meu lado e me pediram que os seguisse. Me levaram por muitos corredores debaixo do campo perto do hotel e fui interrogado por um homem com óculos escuros sentado atrás de uma mesa”, afirmou à emissora pública Rádio da Suécia.

O interrogatório se limitou a poucas perguntas sobre sua origem e terminou depois que o então atacante mostrou seu credenciamento para a Copa e foi liberado.

“Meu coração batia com força, embora ao mesmo tempo estava muito seguro que não se atreveriam a fazer nada com um jogador da Copa. Mas não me atrevo a imaginar o que poderia ter ocorrido se não estivesse com minha identificação”, disse.

Edström relaciona o incidente a um episódio ocorrido dias antes, quando ao tomar café sozinho em um bar conversou com um desconhecido, que depois revelou ser um advogado argentino. O homem denunciou entre lágrimas a situação no país e no final os dois acabaram se abraçando. “Acho que foi por isso que estes homens, que entendo que pertenciam à junta militar, me sequestraram dias depois, porque tinham me visto com aquela pessoa”, disse.

Ex-jogador de PSV e Monaco, Edström só contou sobre o ocorrido para alguns companheiros e não chegou a avisar o treinador. Mas o sueco afirmou que pensou em tornar o fato público.

“Pensei em contar para a imprensa, mas me pareceu que era algo sensível, levando em conta que estávamos na metade da Copa e que nos encontrávamos justamente na Argentina”, confessou o jogador, que no entanto lamentou não ter divulgado a história ao retornar para seu país.

Questionado pelo motivo de revelar a história mais de três décadas depois, Edström explicou que a Rádio da Suécia o procurou para realizar um documentário sobre o Mundial de 78 e ele considerou que era o momento “oportuno” de falar. Eleito por duas vezes o melhor jogador de seu país, em 1972 e 1974, o ex-atacante foi campeão sueco com o Atvidaberg, holandês com o PSV e francês com o Monaco. Pela seleção da Suécia, Edström fez 15 gols em 40 partidas (quatro na Copa de 78), e disputou dois Mundiais.

Fonte: ESPN

Protestos contra o Prefeito de São Paulo

Protestos contra o Prefeito de São Paulo

greve30maio

Ato dos profissionais da Educação

Hoje, dia 30 de maio, os professores da Rede Municipal de São Paulo decidiram manter a Greve iniciada há 37 dias. Eles realizaram um Ato de Protesto no Viaduto do Chá, em frente à sede da Prefeitura.

Em reunião com os presidentes do SINPEEM e  da APROFEM, o Secretário da Educação César Callegari propôs incorporar o abono de 15,38% em três vezes nos próximos três anos e não falou sobre as outras reivindicações dos professores a respeito de melhor estrutura nas escolas, saúde dos profissionais da Educação, segurança no ambiente de trabalho e outras reivindicações constantes na pauta. O abono proposto não é aumento como  alega a Prefeitura e não atinge a totalidade dos profissionais da Educação.A proposta foi rejeitada e vaiada pelos manifestantes.

O aumento que o prefeito Fernando Haddad diz ter dado não passa de uma incorporação conquistada pelos profissionais de Educação no ano de 2011 em acordo com o ex-prefeito Gilberto Kassab.

Sem garantir o pagamento dos grevistas mediante a reposição das aulas e sem dar garantias de que vai cumprir o acordo proposto, o prefeito e o secretário da Educação querem que os profissionais voltem ao trabalho. Vale lembrar que no ano passado, houve Greve e o prefeito não cumpriu as propostas do acordo que encerrou-a.

Aproximadamente 6 mil manifestantes estiveram presentes  e culparam o prefeito pela Greve, pois ele não apresentou uma proposta condizente com as necessidades de todos os setores da Educação.

 Ato dos moradores de rua

Aproximadamente 100  moradores de rua e assistentes sociais fizeram um protesto no Viaduto do Chá, na frente da Prefeitura de São Paulo contra a “higienização da cidade” e queimaram uma réplica da taça da Copa do Mundo.

A Pastoral da Rua e o Catso (Coletivo Autônomo dos Trabalhadores Sociais) organizaram o Ato. A ação dos policiais militares e dos guardas civis metropolitanos contra 50 famílias que se abrigavam debaixo do viaduto Alcântara Machado impulsionou o Ato.

Havia um pacto entre Prefeitura e Estado para não remover as famílias, Entretanto não foi cumprido.

Segundo relatos, os policiais chegaram derrubando tudo enquanto as famílias dormiam e até botaram fogo em uma das barracas. Muitos moradores não conseguiram salvar seus pertences e documentos. A Polícia usou bombas de gás e de efeito moral na ação.

De acordo com a PM, 50 pessoas ocupavam o local e botaram fogo  em entulhos para impedir a ação dos policiais. Um reintegração de posse teria motivado a remoção dos moradores.

Durante a noite, os moradores voltaram ao Viaduto Alcântara Machado e fizeram novo protesto e bloquearam a faixa de ônibus da Radial Leste.

 Ato dos comerciários

Os comerciários protestaram na frente do prédio da Prefeitura de São Paulo contra a lei que institui feriado no dia 12 de junho, data da abertura da Copa, pois ela os exclui do benefício. Pela lei, eles não têm direito ao pagamento de hora extra, vale-alimentação excepcional para feriados e um dia de folga. Ninguém da Prefeitura recebeu os representantes dos comerciários para negociar.

Na próxima semana, os comerciários pretendem fazer um novo protesto em frente à Câmara. Eles informam que levarão uma faixa com os nomes dos vereadores que votaram a favor do projeto de lei que institui o feriado.

Fonte: Folha de São Paulo

Pornografia pode ser prejudicial ao cérebro

Pornografia pode ser prejudicial ao cérebro

"Shame" (2011): dirigido por Steve McQueen o filme mostra Brandon, vivido pelo ator Michael Fassbender, um homem de 30 e poucos anos que não consegue controlar seus impulsos sexuais. O problema se agrava quando sua irmã mais nova chega para morar com ele em Nova York

“Shame” (2011): dirigido por Steve McQueen o filme mostra Brandon, vivido pelo ator Michael Fassbender, um homem de 30 e poucos anos que não consegue controlar seus impulsos sexuais. O problema se agrava quando sua irmã mais nova chega para morar com ele em Nova York

Homens que passam muito tempo vendo pornografia na internet parecem ter menos matéria cinzenta em certas partes do cérebro e sofrem redução de sua atividade cerebral, revelou um estudo alemão publicado nesta quinta-feira (29) nos Estados Unidos.

“Encontramos um importante vínculo negativo entre o ato de ver pornografia durante várias horas por semana e o volume de matéria cinzenta no lóbulo direito do cérebro”, assim como a atividade do córtex pré-frontal, escrevem os cientistas do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano em Berlim.

“Estes efeitos poderiam incluir mudanças na plasticidade neuronal resultante de intensa estimulação no centro do prazer”, acrescentou o estudo, publicado na edição online da revista “Psychiatry”, da Associação Médica Americana.

Os autores, no entanto, não puderam provar que estes fenômenos sejam causados diretamente pelo consumo de pornografia e, por isso, afirmam que é necessário continuar com as pesquisas.

Mas, segundo eles, o estudo já fornece um primeiro indício da existência de uma relação entre o ato de assistir pornografia e a redução do tamanho e da atividade do cérebro como reação ao estímulo sexual.

Para realizar a pesquisa, os autores recrutaram 64 homens saudáveis com idades de 21 a 45 anos, aos quais pediram para responder a um questionário sobre o tempo que dedicavam a assistir a vídeos pornográficos. O resultado foi, em média, de quatro horas semanais.

Os voluntários também foram submetidos a tomografias computadorizadas (MRI) do cérebro para medir seu volume e observar como ele reagia às imagens pornográficas.

Na maioria dos casos, quanto mais pornografia os indivíduos viam, mais diminuía o corpo estriado do cérebro, uma pequena estrutura nervosa bem abaixo do córtex cerebral.

Os cientistas também observaram que, quanto maior o consumo de imagens pornográficas, mais se deterioravam as conexões entre o corpo estriado e o córtex pré-frontal, que é a camada externa do cérebro encarregada do comportamento e da tomada de decisões.

Fonte:  Uol notícias Ciências

Protesto anticopa no RJ tem recado para Ronaldo: “você é que merece levar cacete”

Protesto anticopa no RJ tem recado para Ronaldo: “você é que merece levar cacete”

Foto/Vinicius Konchinski

Foto/Vinicius Konchinski

Vinicius Konchinsk

Um dia após Ronaldo dizer que vândalos que estivessem em manifestação mereciam “um cacete”, o ex-jogador foi alvo de manifestação no Rio de Janeiro. Em protesto contra a Copa do Mundo, o Fenômeno foi lembrado.

Eron Morais de Melo, manifestante que sempre acompanha os protestos no Rio de Janeiro vestido de Batman, levou um cartaz com a foto de Ronaldo, além de uma mensagem para o ex-jogador.

“Você é que merece levar cacete”, dizia a mensagem em português. Do outro lado, em inglês, o manifestante dizia que Ronaldo estava encorajando a violência contra o povo.

Questionado pela reportagem sobre o motivo do Fenômeno, Melo não poupou críticas ao ex-jogador.

“Eu acho que o Ronaldo vai conseguir superar o Pelé, que calado é um poeta. Não precisamos de ídolos como o Ronaldo. O Brasil não precisa ser campeão de futebol, precisa ser medalha de ouro em educação e saúde”, disse o protético, que acompanha a manifestação com cinco pontos na cabeça, de uma agressão que recebeu em um protesto na última quarta-feira.

Na última quinta-feira, Ronaldo disse, em participação na sabatina do jornal Folha de S. Paulo, que era a favor das manifestações, mas afirmou que vândalos presentes nos protestos mereciam apanhar.

A manifestação no Rio de Janeiro começou com aproximadamente 300 pessoas reunidas na Cinelândia. Os manifestantes caminham pelas ruas do Centro em direção à prefeitura carioca pacificamente, fechando algumas vias.

Depois de chegar à prefeitura, o movimento encontrou com professores estaduais e municipais que fazem greve e também protestavam no local. Depois de meia hora, a manifestação contra a Copa voltou sentido Cinelândia, fechando uma faixa da avenida Presidente Vargas.

Apesar de não ter nenhum caso de violência, o retorno foi um pouco mais tenso, principalmente quando os policiais fechavam um círculo para revistar algum manifestante.

Fonte: Uol Copa