Arquivo mensais:outubro 2014

Diretoras alemãs são grandes vencedoras da Mostra de Cinema de São Paulo

Diretoras alemãs são grandes vencedoras da Mostra de Cinema de São Paulo

EntreMundos2

EntreMundosFonte: Folha de São Paulo

Que país é esse?

Que país é esse? Quem precisa mesmo de um cérebro,Dr. House?

Cérebro

Quais são os discursos sem nexo? Quais são as mentiras eleitoreiras? As Bolsas são desnecessárias? O PSDB brada aos quatro cantos que foi obra deles. Cotas segregacionistas? Quem são os segregados? São os pouco ricos em um país imenso e rico? O presidente FHC investiu 1,5% do PIB. O presidente Lula investiu 2,9% do PIB para obras públicas com ênfase nas financiadas pelo BNDES. A presidente Dilma mantém o mesmo patamar.

O presidente FHC flexibilizou as leis trabalhistas promovendo prejuízos aos trabalhadores. O presidente Lula promoveu o fortalecimento dos sindicatos dos trabalhadores. A presidente Dilma não mexeu na CLT para retirar direitos como queriam os setores empresariais. O salário mínimo de FHC era de R$ 200 representando um aumento real de 21,9%. O salário mínimo do PT era de R$ 510 com aumento real de 53,6% (Lula) e R$ 724 com aumento real de 8,6% mesmo com crise.

Inflação galopante? Na Era FHC teve média de 9,25%. Na Era Dilma tem média de 5,9%. 39 Ministérios? Quais são eles e quais suas finalidades? Aumento da criminalidade? No Brasil ou em São Paulo governado pelo PSDB? Lei da Palmada? Quer dizer que os pais podem sair batendo à vontade em seus filhos como se isso não fosse violência?

Doutrina Marxista nas Escolas? Em São Paulo e em Minas Gerais os governos são do PSDB. Menos 6 mil leitos por ano no SUS? Isso realmente não pode acontecer. Qual a fonte dos números? Juros cada vez mais altos? Na Era FHC eram de 24,1% em média(8 anos). Na Era PT, 10,7% no segundo mandato, 11% no mandato de Dilma. SUS pior do mundo? Eu reconheço que o SUS ainda precisa melhorar muito. Dizer que é o pior do mundo deve ser coisa de pessoas que não conhecem além da fronteira com o Paraguai.

Petrobrás saqueada? Ainda existe uma investigação sobre as ações na empresa. Pode ser que tenha algo irregular, mas ninguém no Governo nega-se a assumir e responder pelos atos. Indústrias quebrando? Quais são as que estão quebrando? Eu sei que empresas abrem e fecham em qualquer época e por diversas razões, mas alguém pode me dizer quais são as que quebraram por conta da política econômica do PT? Foro de São Paulo? Por acaso os responsáveis não estão presos? Aliás, quem me diz quem são os responsáveis? Tem que dar nome aos bois. José Genuíno, José Dirceu e outros josés cumprem penas pelo Mensalão. O Mensalão tucano está em que pé?

Escravos cubanos? Quem são eles e porque são chamados escravos cubanos? PAC fantasma? Qual o PAC fantasma? Pibinho vergonhoso? Qual o valor do Pibinho? Por acaso o Brasil é imune a uma crise internacional que quebrou diversas economias no mundo? A crise não é nossa. Aliás, o Brasil foi um dos países que melhor respondeu à crise. Educação: 36º entre 37 países? Qual é o índice indicado e quais são os países que estão à frente do Brasil? Eu entendo que a Educação no Brasil ainda tem resultados abaixo do esperado.

Porto cubano? Sabe-se dizer quais foram as bases do acordo da construção do porto? O Brasil tem que manter uma política internacional de colaboração com outros países, principalmente os que são tremendamente massacrados pelo imperialismo americano. Cuba é um exemplo disso. Além disso, o Brasil trabalha para estabelecer relações comerciais com países amigos. O Governo investe em alianças que fortaleçam sua posição comercial e política. José Antonio Lima dá mais detalhes sobre o assunto no site Carta Capital em Internacional em artigo publicado  em 28/01 deste ano.

Balança comercial negativa? Qual é o período a que se refere esta balança comercial negativa? Estádios superfaturados? Concordo. Deveriam ter custado bem mais barato. Dívida interna de R$ 2 trilhões? Não confere com os dados publicados no Globo.com. O valor refere-se à dívida pública, dívida interna e externa juntas. Logo há uma manipulação indevida dos dados.

Aparelhamento dos 3 poderes? O que significa isso enquanto um fator de crítica negativa ao Governo do PT? Perdão a ditadores socialistas? Quais ditadores? Aumento dos gastos públicos? Quais foram estes gastos? Quais as finalidades desses gastos? Decreto bolivariano 8.243? Qual seria a crítica sobre esse decreto e a que ele refere-se? Se isso fosse explicado e tivesse nexo, talvez fosse um motivo razoável para criticar a presidente Dilma e o PT.

Criticar faz parte do jogo democrático. Inventar, manipular dados , mentir e outras coisas mais não são ações muito legais. Não importa quem tome estas ações, se é o partido A, partido B, partido C ou quem quer que seja, elas não são admissíveis.

Para um espaço autodenominado Movimento Brasil Consciente, pareceu não ser um discurso adequado a ser publicado. De qualquer forma, serve para ampliar as discussões sobre o assunto.

 

É sempre um dia perfeito… para relembrar a música de Lou Reed

É sempre um dia perfeito… para relembrar a música de Lou Reed

Pablo Miyazawa

 O rock sempre sentirá a falta de Lou Reed (Timothy Greenfield-Sanders)

O rock sempre sentirá a falta de Lou Reed (Timothy Greenfield-Sanders)

Faz um ano que Lou Reed morreu. Foi em 27 de outubro de 2013.

Foram quase cinco décadas de uma trajetória das mais brilhantes e controversas da história da música. Ele fundou o The Velvet Underground aos 22 anos e influenciou todas as bandas ditas “alternativas” que surgiram mais tarde; discutiu abertamente a própria sexualidade e quebrou os paradigmas da figura masculina no rock; cantou sobre perversões, drogas e a decadência do submundo como nenhum outro artista teve a coragem; destruiu os formatos vigentes criando música para incomodar e chocar; cuspiu em quem é unanimidade e defendeu aqueles que só apanhavam; e também escreveu algumas das mais belas melodias que tivemos o privilégio de ouvir nos últimos 50 anos.

Para celebrar a vida, a obra e a música de Lou Reed, selecionei a seguir dez versões de minhas canções favoritas entre as que ele compôs e cantou durante os primeiros anos de carreira, entre 1967 a 1974, com o The Velvet Underground ou no início da carreira solo. Não é um top 10 com as melhores, e sim as que considero pessoalmente mais significativas.

E vale sempre lembrar: todo dia é perfeito para ouvir música boa.

Fonte: Blog Pablo Miyazawa

Pequeno desdobramento dos fatos atuais.

Sabemos que aproximadamente 10% da população brasileira a Alta Burguesia detêm 75% da riqueza, isto é, cinco mil famílias aproximadamente manda no país. Pouca coisa mudou desde o séc. XVIII, quando essa mesma população detinha 68%  dessa riqueza, apesar das mudanças políticas o padrão pouco se alterou.  Logo abaixo vamos ter a Classe Média Alta, Classe Média Intermediária e por fim a Classe Média, que vão ficar  com uma boa parcela dos 25% restantes. O restante, será distribuído com o resto da população. Com tamanha disparidade a Alta Burguesia, vive como se fosse uma ilha protegida pelas classes subjacentes que forma um “dique” invisível, construído por uma moral ética/estética, uma artilharia de guerra, cheia de ódio, quanto mais próximo dessa fronteira mais raivoso se torna, contra tudo e todos que possa alterar a ordem estabelecida, principalmente se os agentes políticos  pertencerem as classes fora do “dique”.

As classes que estão fora do “dique” são formadas na sua maioria pelos filhos das Malocas, das Senzalas, de Canudos, de Contestado, etc. Como podemos perceber sua formação é histórica e antiga, formando a maioria dos habitantes. Já os que estão dentro do “dique”,  os bem educados  são formados na sua maioria pelo biotipo europeu, quando não são filhos da antiga aristocracia, viviam em torno da mesma. Eles sempre quiseram e querem impor sua ética/estética como a mais elevada e a mais bela, tanto que  Jesus Cristo passou a ter olhos azuis e cabelos alourados.

Continue lendo

A Veja publicou, mas não tem provas das acusações.

A Veja publicou, mas não tem provas das acusações. COMO ACREDITAR NISSO?

A revista Veja que foi publicada hoje (24) pela manhã é um atentado contra o jornalismo brasileiro. A matéria expõe uma suposta ligação entre Dilma, Lula e o esquema de desvio de verbas dentro da Petrobras, e faz isso de forma a construir uma narrativa em que o PT se apropriou da estatal para financiar campanhas e comprar apoio parlamentar. O texto, no entanto, não oferece provas sobre nenhuma das acusações que apresenta. Os advogados do doleiro, aliás, negam categoricamente que qualquer coisa tenha dito nesse sentido.

Essa manifestação desesperada da editora Abril, a dois dias da decisão presidencial, vem carregada de sintomas da mentalidade recalcada que a corporação tem diante dos governos populares. O primeiro deles, e sinal de desespero, é ter-se adiantado a data de publicação da revista para que ela tivesse impacto nos índices eleitorais – normalmente, o veículo é entregue aos domingos.

O segundo é ter-se optado pela distribuição gratuita junto a setores da militância tucana, que nesta sexta-feira fez um trabalho de panfletagem em estações de metrô e trens metropolitanos com a revista. O terceiro e pior sintoma, porém, é a própria forma como a reportagem é construída, sem qualquer questionamento ou imposição de pensamento crítico frente a seu único personagem.

É palpável o destempero com o qual foram tecidas as acusações, que ocupam oito páginas do semanal. Citando exclusivamente o doleiro Alberto Youssef, descreve-se um suposto momento de confissão à Polícia Federal em que o acusado indica “Lula e Dilma” como os mandatários dos desvios da Petrobras. Não há qualquer confirmação da história, não há documentação, não há consultas à Polícia Federal ou ao Ministério Público, não há nem mesmo apuração junto a outros funcionários da estatal. A matéria admite que dá um salto de fé ao confiar cegamente em tudo o que diz Youssef, um criminoso em regime de delação premiada cujos interesses são escusos, na melhor das hipóteses.

O amadorismo é tamanho que o próprio texto, em vários momentos, se manifesta sobre a irrelevância de suas revelações. “Cedo ou tarde os depoimentos de Youssef virão a público em seu trajeto na Justiça rumo ao Supremo Tribunal Federal (STF), foro adequado para o julgamento”, diz o texto, logo em seu princípio. Mais a frente, continua: “Obviamente, não se pode condenar Lula e Dilma com base apenas nessa narrativa”. Ao final, expõe sua farsa: “Procurados, os defensores do doleiro não quiseram comentar as revelações de Youssef, justificando que o processo corre em segredo de Justiça”.

Não há como negar: o que editora Abril promoveu com essa edição golpista da revista Veja foi um premeditado acinte à democracia brasileira. Ao publicar uma peça que mistura denuncismo barato com teorias conspiratórias, o veículo gera desinformação e insufla o sentimento anti-político crescente no país. Não é a primeira vez nem a segunda que a Veja faz isso. Mas, com certeza, essa é a mais desavergonhada de suas achincalhações.

PTXPSDB

Fonte: Visão Classista (portalctb.org.br)

A Revista Visão Classista é uma revista publicada pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.