Arquivos da categoria: Meio Ambiente

Verde, natureza, mata, amazonia.

Novembro na UMAPAZ

Novembro na UMAPAZ

novembroazul

DATA HORA ATIVIDADE LOCAL
NOVEMBRO
1/11

terça

9h Oficina: Produção de mosaico no Parque Trianon Masp
3/11

quinta

9h Palestra: Curiosidade sobre as plantas
4/11

sexta

13h Minicurso: Minimização de resíduos no Parque Chico Mendes
5/11

sábado

9h Evento: III dia nacional do morcego em São Paulo
10h Trilha monitorada no Parque Trianon
15h Workshop: Concerto de Tigelas de Cristal
8/11

terça

14h Oficina: Muro verde no Parque Chico Mendes
14h Palestra: Novembro Azul
14h Palestra: Gestão de Emissões de Carbono para empresas
9/11

quarta

9h Palestra: Síndromes Florais
14h Palestra: Metalização: o revestimento verde
19h Observação do Céu noturna – na Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica
10/11

quinta

9h Evento: Confraternização de Encerramento DIADESOL 2016
10h Oficina: Contação de histórias no Parque Chico Mendes
13h30 Palestra: Reconhecimento das Nuvens – na Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica
15h Palestra: O que é radioastronomia? – no Planetário do Carmo
11/11

sexta

14h Curso de Licenciamento Ambiental

Curso validado nº 561/2016 para fins de promoção e progressão funcional.

15/11

terça

12h

17h

Programação especial para o Dia da Proclamação da República no Planetário Ibirapuera
Sessão “O Céu da Bandeira do Brasil”
17h Programação especial para o Dia da Proclamação da República no Planetário do Carmo
Sessão temática
16/11

quarta

9h Oficina: Estudo do meio no Parque Chico Mendes
15h Oficina: Da Consciência à Ação
17/11

quinta

9h Palestra: Saúde Masculina: Alcoolismo – Tabagismo e a prevenção de câncer de próstata
9h Palestra: Educação Ambiental: mapeando territórios, tecendo trilhas
10h Oficina: Estudo do Meio no Parque Trianon
13h30 Palestra/trilha: Identificação e cultivo de plantas medicinais
18/11

sexta

9h I Encontro de discussão, reflexão e troca de experiências sobre o processo de implantação das Coletas Seletivas na Zona Norte
13h Água Boa em São Paulo: 5º Encontro – Água e Educação
14h Palestra: Educação Ambiental: mapeando territórios, tecendo trilhas
19h Palestra: Visita a um cometa – na Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica
19/11

sábado

10h Projeto ‘Histórias Existem para Serem Contadas’
10h Trilha monitorada no Parque Jardim da Luz
17h CinEMA – na Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica
20/11

domingo

17h Programação especial para o Dia da Consciência Negra no Planetário Ibirapuera
Sessão “O Céu sob Diferentes Culturas”
9h Programação especial para o Dia da Consciência Negra no Planetário do Carmo
9h Oficina da palavra: Arte literária e produção criativa de textos – Parte II
14h Mini Curso de Aromas e Emoções
22/11

terça

9h Oficina de Meditação – Cura Ecológica
10h Oficina: Passeio ecológico pela Paulista (caminhos do lixo)
13h30 Palestra: Pragas e doenças
13h30 Minicurso: Bio construção de pistas de skate no Parque Trianon
14h Mini Curso de Aromas e Emoções
19h30 Observação do Céu noturno – na Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica
23/11

quarta

9h IV Seminário Educação Ambiental semeando a Cidade Educadora
19h Palestra: A água: um recurso limitado a Terra?! – na Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica
19h Reverbere | Coquetel Agroecológico + Abertura
24/11

quinta

9h Aula Extra: Introdução à Iluminação de Jardins Externos
9h Minicurso: Botânica de Plantas Ornamentais “Suculentas e Cactaceae” – 4ª Turma
9h Palestra: Saúde Masculina: Alcoolismo – Tabagismo e a prevenção de câncer de próstata
10h Reverbere | Mostra de Projetos Permaculturais Urbanos em São Paulo
13h Reverbere | Minicurso: Introdução à Permacultura Popular (1ª parte)
13h30 Palestra: Reconhecimento das Nuvens – na Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica
14h Reverbere | Oficina: Água e Permacultura
14h Reverbere | Oficina: Visão Sistêmica na Permacultura
14h Reverbere | Organizações Sociais BioInspiradas e Sociocracia 3.0
19h Palestra: Desvendando o interior da Terra – na Escola Municipal de Astronomia e Astrofísica
19h30 Reverbere | Permacultura e Educação e conversa (exibição de “La Voz del Viento – Sementes de Transição”)
25/11

sexta

10h Reverbere | Mostra de Projetos Permaculturais Urbanos
13h Reverbere | Minicurso: Introdução à Permacultura Popular (2ª parte)
14h Reverbere | Oficina: Design Social, Economia Solidária e Permacultura
14h Reverbere | Oficina: Permacultura na Cidade
16h Palestra: Visita a um cometa – no Planetário do Carmo
19h30 Reverbere | Exibição de documentário “Pan-Ba’as” – “de todos para todos”
26/11

sábado

8h Reverbere | Tourpermacultural
9h Oficina: Passeio ciclístico no Parque Chico Mendes
9h Encontros com as Infâncias – 5º Encontro: Transformação
10h Projeto ‘Histórias Existem para Serem Contadas’
14h Reverbere | Apresentação do Programa Latino-Americano de Regeneração Ecossocial no contexto das catástrofes
14h Reverbere | Oficina: Turismo Colaborativo e Permacultura
19h30 Reverbere | Exibição do documentário: Soluções Permaculturais para Desafios Atuais: Jardim no Fim do Mundo
27/11

domingo

11h Reverbere | Feira de Troca Solidária, Picnic e Roda Reverberar + Bando do seu Pereira + Homenagem a Bill Mollison
28/11

segunda

13h30 Roda de conversa: Educação Ambiental – Histórico, subsídios e estudo de caso na Zona Leste da cidade de São Paulo
14h Curso: Histórias Contadas com Origamis – Sustentabilidade e Meio Ambiente
29/11

terça

10h Workshop: Escolha a Calma – Perdão
14h Oficina: Vamos fazer um terrário?
14h Oficina: Contação de histórias no Parque Trianon
14h Palestra: O mercado de crédito de carbono e o acordo de Paris

UMAPAZ – Programação de 21 a 31 de outubro

UMAPAZ – Programação de 21 a 31 de outubro

Atividades com inscrições abertas
21/10

sexta

13h30 World café: ‘Cooperando a gente se entende’ – 3ª Edição – “Valores Éticos e Cooperação”
22/10

sábado

8h Curso: O Semeador de estrelas – Ritmos astronômicos no desenvolvimento vegetal
10h Trilha: Pindorama
25/10

terça

9h Curso: Vivências de Criatividade na Produção de Textos – Módulo II
10h Workshop – Escolha a Calma – Gentileza
13h30 Palestra: Reconhecimento de Nuvens
13h30 Palestra: Outubro Rosa – Prevenção Antroposófica do Câncer de Mama
26/10

quarta

9h Ciclo de Palestras – Gerenciamento de Áreas Contaminadas da Cidade de São Paulo
31/10

segunda

9h Encontros “Expressando a Arte da Natureza e da Paz”
 

prefeitura.sp.gov.br/escoladejardinagem

prefeitura.sp.gov.br/astronomia

prefeitura.sp.gov.br/umapaz

Sede da UMAPAZ ­– Parque Ibirapuera

Av. Quarto Centenário, 1268 – Acesso pelo portão 7-A.

 outubro-rosa  

 

Encontros Crianças e Avós na Natureza

Encontros Crianças e Avós na Natureza

outubro-rosa

Esta é uma iniciativa voltada a incentivar, resgatar e valorizar as relações de convivência entre crianças e avós, tendo como elo conector a Natureza. A proposta é propiciar um espaço para a partilha de saberes e tempo priorizando a convivência e a diversão!
A dimensão de tempo nestas fases de vida amplia a possibilidade de estar junto e partilhar aprendizados, potencializando as relações Inter geracionais e o resgate pela Natureza, favorecendo harmonia, paz e equilíbrio entre as pessoas. Dentro deste contexto, uma série de parceiros e amigos da Umapaz se mobilizaram para, juntos, construir esses dois dias de Seminário.

O Seminário acontecerá nos dias 12 e 13 de outubro, aproveitando o mês que comemoramos o dia do Idoso (1/10) e das crianças (12/10).

A Programação do dia 12 de Outubro (quarta feira das 10h as 16h), diversa e interdisciplinar, pretende trazer uma série de oficinas e vivências na natureza que possam ser partilhadas entre crianças e avós.

No dia 13 de outubro (quinta feira das 16h as 22h) teremos uma roda de conversa entre especialistas nas áreas de saúde, natureza, educação, Intergeracional e idosos, voltado a especialistas, educadores e interessados no tema.
As inscrições podem ser feitas on-line e no local.

Iniciativa e realização: UMAPAZ – Universidade Aberta de Meio Ambiente e Cultura de Paz
Parceria e co-realização:
Ateliê Arte Educação e Movimento
Ciranda de Filmes
Ecomediar
Enlaces
Instituto Alana
Instituto Ghelman Medicina Integrativa
Mapa da Infância Brasileira

Público alvo: Crianças, avós e famílias
Horário: das 10 às 12h e das 14h às 16hs
Almoço/Pic nic coletivo

Observação:
As vagas correspondem ao número de adultos. Crianças não necessitam de inscrição, porém deverão estar acompanhadas de responsáveis (de preferência avós)

Local: UMAPAZ (Av. IV Centenário, 1268 – Portão 7A Parque Ibirapuera)
Inscrições: aqui e no dia no local.

Programação DIA 12/10, quarta-feira:

Atividade: Pintura na Natureza

Em contato direto com a natureza, as crianças e seus avós farão experimentações com tintas naturais produzidas por eles a partir de terras, espinafre, beterraba, açafrão da terra e urucum.

Essa vivência possibilita a exploração criativa de materiais atóxicos junto à natureza, ao mesmo tempo em que estimula o estabelecimento de laços afetivos entre crianças e avós.
O trabalho está apoiado nas ideias da dinamarquesa Anna Marie Holm, cuja proposta é promover a exploração de materiais diversificados e a criação livre, humanizada, conectada com a natureza e com a arte contemporânea.

Facilitação: Suzana Soares e Denise Nalĺini

Suzana: Especialista em Educação Infantil pelo ISE. Graduada em Comunicação Social pela PUC-SP e Pós Graduada pela ECA-USP. Tem formação em dança e artes e plásticas e é eutonista. Desde 2009 vem estudando e ensinando a Abordagem Emmi Pikler, para a educação de crianças pequenas, e em 2013 aprofundou-se com Anna Tardos, em Budapeste.
Em seu ateliê Arte, Educação e Movimento (www.artesemovimento.com.br) pesquisa produção de materiais naturais para arte educação, como gizes de cera de abelha e tintas a partir de terras, cascas de árvore, folhas, sementes e frutos, com as quais pinta seus quadros. Organiza cursos de formação de educadores e de arte-educação.
Pertence ao Conselho Consultivo da Aliança pela Infância, onde coordena projetos sociais na área de educação infantil, desde 2007. Co-autora de livros sobre Educação Infantil, entre os quais: Estudos e Reflexões de Lóczy (2011) e O Acolhimento de bebês: práticas e reflexões compartilhadas (2014).

Denise: Doutora em educação e arte com pesquisa com crianças de 0 a 03 anos e arte contemporânea. Coordenadora de projetos de artes do Instituto avisa lá. Coordenadora pedagógica do Centro de estudos pro saber – SP. Paraisópolis.

Vagas: 20

Manhã
10h as 12h

Tarde
14h as 16h

Local: UMAPAZ Corredor lateral

Atividade: Oficina Boneca Abayomi

A palavra abayomy tem origem no ioruba (língua africana), e significa aquele que traz felicidade ou alegria. A reprodução desta prática histórica dos escravos de produzir bonecas de pano às crianças oferecendo amor, carinho, amizade, consolo é trazida como prática de educação ambiental no resgate à valores da cultura de paz: fortalecendo nossas raízes, a formação de coletivo, além de representarem importante forma de sensibilização ao excessivo descarte de tecidos.

Facilitação: Eliane T. Santos Bosio e Tania Maria dos Santos (educadoras UMAPAZ)

Tania Maria dos Santos

Formação acadêmica em química industrial. Na Umapaz desde março de 2013 como educadora ambiental, desenvolvendo ações integrantes do programa Metodologias Integrativas junto aos alunos e professores da rede municipal de ensino, UBS e CRAS.

Eliane Terezinha dos Santos Bosio

Professora de Artes , Arte Terapeuta e Artista Plástica pela PUCRS. Atualmente é Educadora Ambiental na UMAPAZ coordenando e facilitando oficinas de arte e sustentabilidade no Programa Metodologias Integrativas em Educação Ambiental. Continue lendo

Homenagem à Ana Primavesi

Homenagem à Ana Primavesi

O solo sempre me fascinou, porque do solo dependem as plantas, a água, o clima. Tudo está interligado. Não existe ser humano sadio se o solo não for sadio e as plantas bem nutridas
– Ana Maria Primavesi

ana-primavesi

O prêmio Cidadão Paulistana é uma honraria concedida pela Câmara Municipal de São Paulo para pessoas que não nasceram na cidade e com ela contribuíram. A vida e obra da Professora Doutora Ana Primavesi é referência para a nossa sociedade, na conjuntura de crise ambiental em que vivemos. Focando seu trabalho no manejo ecológico dos solos, seus estudos representam um ponto de virada na agricultura tropical. Nesse momento em que a cidade de São Paulo vê crescer a importância da agricultura orgânica no seu território e a preocupação em consumir alimentos saudáveis cresce, o legado desta sábia senhora é de capital importância para a cidade de São Paulo.

Ana Maria Primavesi – Nascida na Áustria em 1920 é engenheira agrônoma brasileira, responsável por avanços no campo de estudo das ciências do solo em geral, em especial o manejo ecológico do solo em regiões tropicais.

A homenagem ocorreu em 16 de setembro de 2016, sexta-feira às 15 na Sede da UMAPAZ – Parque Ibirapuera

Ana Primavesi

Ana Primavesi publicou 94 artigos científicos no Brasil e em revistas internacionais. Além disso, escreveu 11 livros e colaborou em inúmeras outros publicações.

Seu trabalho de maior influência é o seu livro “Manejo Ecológico do Solo” que revolucionou a agricultura ecológica tropical na América Latina. O livro postula que um solo saudável é o pré-requisito para plantas saudáveis, que por sua vez, vão contribuir para a saúde dos homens. Neste livro ela salienta a importância de restabelecer o equilíbrio entre o solo, organismos do solo, plantas, animais e seres humanos. Além disso, a proteção da estrutura dos pequenos agricultores, assim como o seu destino e sua cultura foram sempre grandes preocupações de Ana Primavesi.

Ana deu mais de 500 palestras e cursos em universidades, institutos e congressos, e inspirou seu público ao redor do mundo.

Ao longo dos anos ela se manteve fiel aos princípios do seu trabalho, regenerando terra para produção de alimentos e também olhando criticamente a prática da agricultura.

Foi co-fundadora de várias organizações como a AAO (Associação de Agricultura Orgânica) e do MAELA (Movimiento Agroecológico Latinoamericano). Desempenhou um papel fundamental na construção da IFOAM na América Latina. Até hoje, com a idade de 92 anos, Ana Primavesi permanece ativa e ainda compartilha seu amplo conhecimento e seu comprometimento com os outros, também em novos meios de comunicação, como blogs na internet e plataformas do Youtube. Ana é membro honorário de numerosos movimentos ecológicos e tem recebdo muitos prêmios, entre eles o prêmio do Ministério da Agricultura brasileiro. O prêmio do MAELA, que é concedido a cada dois anos tem seu nome – “Ana Primavesi Award”.

Pelo seu extenso conhecimento, o seu talento para inspirar pessoas, suas ideias inovadoras, suas ações decisivas e suas ações decisivas e suas explicações espirituosas, ela teve uma enorme influência no movimento orgânico da América Latina, e portanto, pertence aos pioneiros globais da agricultura orgânica.

(Tradução livre pela edição do portal AAO, da brochura do One World Award 2012 by Rapunzel).

Saiba mais no na página da Ana Primavesi, no Facebook.

Fontes: Umapaz e AAO

outubro-rosa

UMAPAZ – Atividades ecológicas

UMAPAZ – Atividades ecológicas

Curso: O Semeador de estrelas – Ritmos astronômicos no desenvolvimento vegetal

Hoje em dia a maior parte das pessoas vive nas cidades, e poucas ainda conhecem alguma constelação no céu. A história das grandes civilizações do passado (egípcios, babilônios, gregos, incas, astecas, etc.) mostra a importância dos ritmos astronômicos, não apenas na agricultura, mas em todas as atividades cotidianas. Os tupis-guaranis conhecem e utilizam as fases da lua na caça, no plantio e no corte de madeira, por exemplo. Este conhecimento está desaparecendo, mas ainda se constatam resquícios da sabedoria camponesa no uso das fases da Lua na agricultura, silvicultura e manejo animal.
Este curso busca estudar a Agricultura Biodinâmica, com base no uso do calendário astronômico/agrícola THUN (2000), abordando os temas da etnoastronomia e a Cronobiologia.

Vagas: 30
Público: Aberto ao publico em geral, interessados em agroecologia, agricultura urbana, estudantes e professores.

Facilitação: Pedro Jovchelevich – Engenheiro agrônomo formado pela ESALQ-USP em 1993; Especialização em Agricultura Biodinâmica pela UNIUBE, Instituto ELO, Botucatu-SP com tema da influência da Lua no desenvolvimento vegetal; Mestrado em Influência dos ritmos da lua na cultura da cenoura pela FCA-UNESP; Doutorado em Horticultura – Melhoramento participativo de abóbora sob cultivo biodinâmico, pela UNESP. É Coordenador executivo da Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica. Possui experiência profissional em atividades relacionadas à produção e conservação de sementes de variedades de espécies cultivadas, em especial com cultivares locais, tradicionais ou crioulas.
Coordenação: Mônica Borba

Dias: 3 e 4 de setembro de 2016, sábado e domingo
Horários: Sábado das 8h às 12h e 13h às 18h30; Domingo das 8h às 12h.
Local: Sede da UMAPAZ – Parque Ibirapuera.
Av. Quarto Centenário, 1268.
Pedestres: Portão 7A.
Estacionamento: Portão 7 da Av. República do Líbano (Zona Azul).

Inscrições: aqui

Contação Dramatizada de História – As Armadilhas da Floresta

Reconto dramatizado da história do livro “As armadilhas da floresta”, do autor moçambicano Hélder Faife, com ilustrações de Mauro Manhiça. Trata-se de uma história da tradição oral de Moçambique em que são tratados temas como o relacionamento entre o homem e os animais e a preservação da natureza.
Este livro é o segundo volume de uma série denominada “Contos de Moçambique”, da editora brasileira Kapulana.
Nessa narrativa intrigante, homem e leão disputam a liderança na floresta. Cada um faz uso de artimanhas para vencer o outro até que a disputa é solucionada, de maneira inesperada, com a participação de outro animal, o rato.

Presença de tradutor de Libras para pessoas surdas, da Central de Interpretação de Libras (CIL) da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED).

Vagas: 35
Público: É um programa para a família toda e indicado para crianças de 5 a 10 anos, acompanhadas por adultos.

Facilitação: Beatriz Ferraresso – contadora das histórias dos livros da Editora Kapulana (Kalimba, Sonho da Lua, Viagem pelo mundo num grão de pólen, O jovem caçador e a velha dentuça, As armadilhas da floresta e Titus e as galinhas).
Coordenação: Mirna Salazar Camacho e Ruth Weg.

Dia: 7 de setembro de 2016, quarta-feira
Horário: das 14h às 16h
Ponto de encontro: Sede da UMAPAZ – Parque Ibirapuera.
Endereço: Av. Quarto Centenário, 1268.
Seguiremos até um local do parque, próximo à UMAPAZ.
Pedestres: Portão 7A.
Estacionamento: Portão 7 da Av. República do Líbano (Zona Azul).

Inscrições: aqui

Atenção!
CASO CHOVA NESTE DIA, A ATIVIDADE SERÁ NO AUDITÓRIO DA UMAPAZ, NO MESMO ENDEREÇO.