Arquivo da tag: dança

Corpórea Companhia de Corpos estreia Rés no SESC 24 de Maio

RÉS FAZ ANÁLISE SOBRE O ENCARCERAMENTO A QUE SÃO SUBMETIDOS OS CORPOS NEGROS, FEMININOS E PERIFÉRICOS

Montagem trata das várias formas de encarceramento de tudo o que se levanta como feminino e a vulnerabilidade desses corpos no Brasil. A Corpórea convida o público a conhecer esta produção em dança que busca evidenciar corpos negros em ações cotidianas, seu protagonismo, e refletir sobre a invisibilidade inerente ao nosso contexto social.

Corpórea Companhia de Corpos

Foto Gal Oppido – Rés – Divulgação

Continue lendo

Zumb.boys apresenta Ladrão na Funarte e promove ação Lá em Casa

LADRÃO – TEMPORADA ESPECIAL FUNARTE E ENCONTRO DE CRIADORES EM DANÇA

Após realizar um grande Festival que durou cerca de um mês com diversas ações e convidados especiais para comemorar 10 anos de Pesquisa Cênica, o Grupo Zumb.boys segue com as ações do Projeto REDES contemplado pelo edital de Fomento a Dança.

Zumb.boys na Funarte

Ladrão – Foto Kelson Barros

Temporada especial do espetáculo Ladrão na FUNARTE!

O Grupo Zumb.boys realiza temporada de 04 apresentações do espetáculo Ladrão, na FUNARTE, no centro da cidade de São Paulo. E no dia 07 de Outubro realiza mais uma ação “Lá em Casa” – um encontro para dialogar sobre a dança – que desta vez recebe o bailarino, coreógrafo e pesquisador Luis Arrieta.

O Zumb.boys que é um dos grupos mais importantes da cena da Dança Contemporânea atualmente, vem se destacando por realizar um trabalho inédito. Formado exclusivamente por B-boys, o grupo vem se dedicando a uma intensa pesquisa cênica, levando para o palco uma dança até então considerada dançável apenas no ambiente urbano.

Para comemorar seus 10 anos de Pesquisa Cênica – algo extremamente valioso para a linguagem e que eleva o patamar de pesquisas em danças urbanas – o grupo realizou um grande Festival em diversos espaços da cidade de São Paulo e recebeu muitos convidados especiais. Foram espetáculos, ciclos de conversa, apresentação de todo o repertório, intervenções de grupos, coletivos e artistas parceiros e muitas outras ações.

Agora, o grupo dá andamento às ações do Projeto REDES, aprovado na 21° Edição do Fomento à Dança da Cidade de São Paulo, e realiza uma curta temporada de “Ladrão” na Funarte, iniciando a temporada de circulação deste que foi o segundo espetáculo criado pelo grupo ao longo de sua trajetória.

A partir das pesquisas e entrevistas em bairros periféricos da Zona Leste de São Paulo para a criação do primeiro espetáculo do grupo (B.E.C.O), surgiram os contatos com ex-detentos, que apresentaram linhas de raciocínio e comportamentos diferentes dos demais entrevistados. Com o interesse de aprofundar esta pesquisa, o grupo iniciou o processo de criação do espetáculo “Ladrão”, transformando o tema em uma reflexão física, na busca de trazer o ser humano para a cena, com suas fragilidades e deficiências apresentadas ao viver em sociedade.
Sendo assim, foram pesquisados o contexto social, as emoções e os sentimentos como: amor, ódio, medo, solidão.

Com “Ladrão”, investiga-se as sensações e estratégias para cada furto ou golpe. A forma de pensar, a forma de escolher a vítima, o medo do inesperado e o arrependimento. A montagem é uma reflexão sobre o comportamento humano. Um impasse dos momentos racionais e irracionais, impulsionados pela emoção. São dois desejos em um só corpo. A racionalidade que trama, entrelaçada com a irracionalidade de fazer algo fora dos padrões da “normalidade”. Tudo se origina na mente, que governa todas nossas ações – criatividade, engenhosidade, medo, potencial, lealdade, entusiasmo, emoções e sentimentos. O espetáculo “Ladrão” visa transformar esses elementos em proposta de criação cênica.

Já no dia 07 de Outubro, acontece mais uma das ações “Lá em Casa” que propõe um encontro informal para dialogar sobre pesquisa continuada e assuntos que giram entorno dos modos de produção em dança, trazendo óticas plurais e possibilitando um encontro de criadores para discutir processos e procedimentos ao se pensar dança. Uma tarde de sábado para circular ideias, investir em experiências, potencializar e compartilhar saberes.

O convidado desta edição do “Lá em Casa” é Luis Arrieta. Natural de Buenos Aires, o bailarino, coreógrafo e pesquisador Luis Arrieta radicou-se no Brasil em 1974, tendo sua formação clássica orientada por Ilse Wiedmann, Ismael Guiser, Tatiana Leskowa, Desmond Doyle e Ady Ador. Na área da dança moderna, estudou, entre outros, com Yoshi Morimoto. Como bailarino, Luis Arrieta atuou no Balé Contemporâneo da Cidade de Buenos Aires, no Balé da Cidade de São Paulo e no Hessiches Stadtheater Ballet de Wiesbaden. Como coreógrafo criou importantes trabalhos para algumas das mais importantes companhias do Brasil e para o Hessiches Stadtheater Ballet, Balé Nacional de Cuba e Balé do Grand Théâtre de Genève. Em 1981 e entre 1986 e 1988 foi Diretor Artístico do Balé da Cidade de São Paulo

Famoso por realizar uma intensa pesquisa na área de danças urbanas, o Grupo Zumb.boys, que tem a frente o diretor Márcio Greyk, ao longo dos anos vem construindo um trabalho sólido e potente. O grupo formado exclusivamente por b-boys vem realizando intervenções urbanas, estudos de campo e interagindo com outras linguagens artísticas, com o objetivo de aprimorar o seu trabalho e sua pesquisa. O resultado são espetáculos potentes, sensíveis e que propõe importantes reflexões sobre o comportamento na sociedade contemporânea, através da dança.

O grupo surgiu com a proposta do diretor Márcio Greyk de criar uma linha de pesquisa nas danças urbanas, transformando a ideia de ser uma dança apresentável apenas nas ruas, para ser levada aos palcos, através de uma estrutura de pesquisa, produção e criação. O grupo traz em sua formação atual os bailarinos Danilo Nonato, David Xavinho, Márcio Greyk, Eddie Guedes, Igor Souza e Guilherme Nobre, que possuem diferentes históricos na dança contemporânea, participando do processo criativo de importantes companhias como OMSTRAB, Cia. de Dança, Teatro Ivaldo Bertazzo, Gumboot Dance Brasil, Núcleo Luz, Fragmento Urbano entre outros.

Ótima oportunidade de conhecer o trabalho deste grupo que segue resistindo bravamente com seus projetos, buscando caminhos para visibilidade/protagonismo periférico e das culturas marginais. Mais informações em:  www.facebook.com/grupozumbboys /  www.instagram.com/zumb.boys

TEMPORADA LADRÃO – COM GRUPO ZUMB.BOYS

Quando: De 05 a 08 de Outubro de 2017

Onde: FUNARTE – Endereço: Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos, São Paulo – SP, 01216-001
Telefone: (11) 3662-5177
Horários:  de quinta a sábado às 19h e domingo às 18h.
Ingressos: R$ 10,00 inteira / R$ 5,00 meia-entrada

AÇÃO LÁ EM CASA – CONVIDADO ESPECIAL LUIS ARRIETA

Quando: 07 de outubro às 14h – Grátis
Onde: R. Rua Cauguçu, 16 – Cidade Líder São Paulo – SP

Produção: Cazumbá Produções

Assessoria de imprensa: Luciana Gandelini // Cel: 99568-8773 // lucigandelini@gmail.com

TEMPO FORTE I é a próxima atração do projeto TODODOMINGO na Casa das Caldeiras

Após 7 meses trabalhando de forma independente, a Associação Cultural Casa das Caldeiras volta a realizar os seus eventos dominicais de forma gratuita e continuada. Através do edital PROAC-ICMS da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo e com o patrocínio da empresa TNT Energy Drink, o projeto TODODOMINGO MUSICAL EM SP promove uma programação potente e diversificada que vai de Agosto a Abril de 2018. Programa imperdível neste que é um dos polos multiculturais mais bacanas de São Paulo!

Performance Marcus Moreno – Foto de Silvia Machado

Continue lendo

GUILHERME AWAZU APRESENTA NOVO NÚMERO DE CIRCO COM ACROBACIAS E DANÇA

O artista circense Guilherme Awazu apresenta seu novo projeto em diversos espaços de São Paulo e ABCD. Com o projeto “B – STilt” o artista surpreende o público com um número de circo, em formato intervenção, que utiliza a Perna de Pau e danças urbanas como o Hip Hop e Breakdance. Ótima oportunidade de conhecer este projeto que eleva o patamar de pesquisa na técnica da Perna de Pau.

Artista Guilherme Awazu – Foto: Jennifer Glass

Continue lendo

Zumb.boys realiza encontro de troca ideias sobre pesquisa e produção cultural em DANÇA

Com o projeto Redes, contemplado no 21° Edital de Fomento à Dança de São Paulo, o Grupo Zumb.boys amplia sua pesquisa e convida produtores culturais, artistas e demais interessados para um encontro de troca de ideias. O grupo vem se destacando ao realizar um trabalho incrível feito por b-boys que valoriza a cultura de danças urbanas e propõe importantes reflexões sobre a sociedade. Agora o grupo quer explorar novas óticas para a produção de projetos de dança!  

Continue lendo