Circo di SóLadies faz Mostra de Repertório no SESC Santo André em Dezembro

Foto de Ricardo Avellar

Grupo de circo formado por mulheres palhaças e feministas convida o público do ABCDMRR a refletir sobre importantes questões de gênero, com muita criatividade e poesia. 

Circo di SóLadies convida o público a refletir sobre questões de gênero através da palhaçaria

Até o dia 29 de dezembro de 2019, aos domingos, às 16h, o Circo di SóLadies apresenta seu repertório no SESC Santo André, com entrada gratuita. O grupo formado por mulheres apresenta quatro espetáculos diferentes, e convida adultos e crianças para um encontro com a arte da mulher palhaça, refletindo sobre o empoderamento feminino e questões de gênero. 

A Mostra de Repertório do Circo di SóLadies no SESC Santo André começa no dia 08 de dezembro, com a apresentação do Bloco Unidas Seguiremos, às 16h00. Um bloco de carnaval de palhaçaria feminina que tem como objetivo reinventar antigas marchinhas, muitas vezes de cunho machista, alertando para igualdade de gênero e valorizando a potência de tudo o que se levanta como gênero feminino. O Bloco Unidas Seguiremos é composto por mulheres palhaças musicistas que tocam instrumentos típicos do carnaval.

No dia 15 de Dezembro, às 16h00, o grupo apresenta Choque-Rosa ou Com que Armas Lutamos? espetáculo criado a partir da pesquisa sobre a história de mulheres brasileiras e o impacto de seus feitos na sociedade, lidando com a violência gerada pelo machismo e o patriarcado. Utilizando a palhaçaria feminina, as artistas misturam técnicas circenses com a linguagem lúdica e cômica para refletir e alertar para igualdade de gênero, valorizando o protagonismo, o poder e a força da mulher.

Já no dia 22 de Dezembro, é a vez do espetáculo Estupendo Circo di SóLadies, que será apresentado também às 16h00. Um espetáculo circense feito por mulheres palhaças que mistura cenas clássicas do circo tradicional, músicas, poesia e contos de fadas, alertando para igualdade de gênero e valorizando a potência da mulher. 

Em 29 de Dezembro, às 16h00, o Circo di SóLadies apresenta A Tenda, que une a comicidade da mulher palhaça, mistério, música, paródias e muita criatividade para tratar de temas importantes no que diz respeito à questões de gênero, como é o caso da violência doméstica.

Com uma equipe formada por mulheres, o grupo utiliza camadas simbólicas e surpreende o público por tratar de temas que geralmente são considerados complexos, com muita delicadeza e poesia. Através do riso, inspiram reflexões importantes sobre a potência da mulher, dialogando e envolvendo o público de todas as idades, divertindo crianças, jovens e adultos.

Um Circo feito por mulheres para todos os públicos

Idealizado por Lilyan Teles e Tatá Oliveira, o Circo di SóLadies surgiu em 2013 a partir das inquietações em relação a desigualdade de gênero e da percepção de que havia ainda um pequeno espaço dado à mulher tratando-se de comicidade e linguagem do palhaço. Em 2016, juntam-se a elas as artistas Kelly Lima e Verônica Mello, ampliando o repertório do grupo. 

Feito por mulheres – palhaças, atrizes, musicistas, pesquisadoras e realizadoras – para todos os públicos, é um circo em que as artistas desenvolvem o repertório através do improviso e do jogo cênico com elementos fundamentais para a conexão e interação com o público, a conquista do estado da graça, do riso e da reflexão sobre o papel da mulher na sociedade.

O Circo di SóLadies possui um vasto repertório de espetáculos e intervenções, entre eles o espetáculo infantil “Estupendo Circo di SóLadies”, que circulou pelo Circuito SESC de Artes 2019, o espetáculo infanto/juvenil “Choque-Rosa” (direção de Luciana Viacava) que foi contemplado pelo PROAC Circo 2017 e circulou na Mostra Sesc Cariri de Culturas 2018 – CE, SESC Santana, SESC Pompeia e SESC Vila Mariana. O grupo também é responsável pelo “Bloco Unidas Seguiremos”, um cortejo de carnaval que já circulou por SESCs das Capital e Interior e pela intervenção “SóLadies IN.PRESS”, que já viajou o Brasil em dezenas de festivais nacionais de palhaçaria feminina e circo. Em setembro de 2019 as SóLadies estrearam seu mais novo espetáculo: A TENDA, que tem direção de Karla Conká do Grupo As Marias da Graça, do Rio de Janeiro.

Mais informações em: www.facebook.com/circodisoladies

Bloco Unidas Seguiremos 

Um grupo de palhaças sai do circo para brincar no carnaval e se dão conta do machismo contido nas marchinhas. De uma maneira divertida e irreverente, elas subvertem a lógica e convidam o público a cantar o mais novo repertório do Circo di SóLadies!  Duração: 60 min

Quando: 08 de Dezembro de 2019 – Domingo – Horário: 16h00

Choque-Rosa ou Com que Armas Lutamos?

As palhaças do Circo di SóLadies encaram mais um dia de mesmice dentro de casa: limpar, passar, cozinhar e… Peraí? Cadê a Maria?! Com o sumiço da amiga Maria, as quatro palhaças são obrigadas a se aventurar no tão temido FORA, um lugar que não foi feito para elas, onde mulher nenhuma pode se aventurar. Será? Duração: 50 minutos 

Quando: 15 de Dezembro de 2019 – Domingo – Horário: 16h00

Estupendo Circo di SóLadies  

Após muito tempo trabalhando em diversos teatros e circos, cansadas dos mandos e desmandos dos patrões, três palhaças decidem criar seu próprio circo e rodar pelo mundo. A adaptação de cenas clássicas do circo tradicional, música, poesia e interação com a plateia compõem as apresentações de “Estupendo Circo di SóLadies”, levando o universo feminino em sua trajetória cômica, para crianças, jovens e adultos. Duração: 50 minutos 

Quando: 22 de Dezembro de 2019 – Domingo – Horário: 16h00

A Tenda

Três palhaças fogem de uma época onde o circo era dominado pelos homens e tentam criar uma nova forma de fazer rir. Essa viagem no tempo proporciona o encontro com outras mulheres. A Tenda é montado com a participação de outras mulheres que vão descobrindo suas potências. Duração: 50 minutos 

Quando: 29 de Dezembro de 2019 – Domingo – Horário: 16h00

Classificação: Livre – Entrada Gratuita – Sem retirada de ingressos

Onde: SESC Santo André – Área de Convivência – Endereço: R. Tamarutaca, 302 – Vila Guiomar, Santo André – SP, 09071-130 – Telefone: (11) 4469-1200

Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini – Cel 99568-8773 – lucigandelini@gmail.com

The Beatles – Eight Days a week

The Beatles – Eight Days a week

Oh, I need your love, babe
Guess you know it’s true
Hope you need my love babe
Just like I need you Hold me, love me, hold me, love me

I ain’t got nothing but love, babe
Eight days a week Love you every day, girl
Always on my mind
One thing I can say, girl
Love you all the timeHold me, love me, hold me, love me
I ain’t got nothing but love, girl

Eight days a weekEight days a week
I love you
Eight days a week
Is not enough to show I care Ooh I need your love, babe
Guess you know it’s true
Hope you need my love babe
Just like I need you Hold me, love me, hold me, love me
I ain’t got nothing but love, babe
Eight days a weekEight days a week
I love you

Eight days a week
Is not enough to show I care Love you every day, girl
Always on my mind
One thing I can say girl
Love you all the time Hold me, love me, hold me, love me
I ain’t got nothing but love, babe
Eight days a week
Eight days a week
Eight days a week

Fonte: LyricFind

Compositores: John Lennon / Paul McCartney

Letra de Eight Days A Week © Sony/ATV Music Publishing LLC

Largo Treze de Maio e Parque do Carmo viram palco de peça que referencia Lampião

Foto: Arô Ribeiro

Espetáculo Relampião revisita histórias de Lampião – O Mito do Cangaço aproximando-as de questões cotidianas de nosso tempo e revelando muitos traços da cultura e da própria história do Brasil

Relampião revela múltiplos Lampiões e Marias Bonitas que cruzamos diariamente

De 04 e 07 de dezembro de 2019 (quarta-feira a sábado), às 15h00, a Cia do Miolo e a Cia Paulicea realizam uma temporada com apresentações gratuitas do espetáculo Relampião no Largo Treze de Maio, em Santo Amaro. E no domingo, dia 08 de dezembro, às 15h00,  a apresentação acontece no Parque do Carmo, na Zona Leste de São Paulo.

As apresentações fazem parte do Projeto Relampião contemplado na 9ª edição do Prêmio Zé Renato de Apoio à Produção e Desenvolvimento da Atividade Teatral para a Cidade de São Paulo, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo

Ao todo serão realizadas vinte apresentações gratuitas em praças e parques de São Paulo que tem em comum a grande circulação de pessoas. Relampião visitará espaços como Largo da Batata (Pinheiros), Elevado Presidente João Goulart – o Minhocão, Parque da Juventude (Zona Norte), Praça Miguel Del’erba (Lapa), Praça do Patriarca (Centro), Parque da Aclimação (Centro), Largo Treze de Maio (Santo Amaro) e Parque do Carmo (Zona Leste).

Na peça, Cia do Miolo e Cia Paulicea se juntam para revisitar histórias de Lampião – O Mito do Cangaço, aproximando-as de questões cotidianas de nosso tempo e revelando muitos traços da cultura e da própria história do Brasil. Uma obra que transpõe o mito sertanejo para as pelejas urbanas, relacionando o cangaço à luta contra injustiça social.

O que há em comum entre a luta do cangaço e as lutas pela vida na contemporaneidade? A montagem faz uso de uma cantiga de concreto para revelar os múltiplos Lampiões e Marias Bonitas que cruzamos diariamente em nossas cidades. Gente comum que insiste em lutar para sobreviver em meio a tantas desigualdades. 

A dramaturgia de Solange Dias converte o bando mitológico em trabalhadores informais que configuram uma comunidade no espaço público. É ali que os direitos básicos serão reivindicados (saúde, educação, moradia, trabalho …). 

A criação do espetáculo partiu de uma pesquisa voltada para a Cultura Popular Brasileira: o Cavalo-Marinho, o Samba, as Carrancas de São Francisco, os tipos populares do Brasil. Uma estética que remete ao imaginário de Lampião, ou Virgulino Ferreira da Silva. “Acreditamos que assim se estabelece uma oportunidade singular para que nossa cultura seja apresentada, discutida e experimentada” diz o diretor do espetáculo Alexandre Kavanji.

Relampião tem como foco ocupar o espaço público artisticamente, ressignificando seus espaços de fluxo cotidiano. Um encontro significativo com um público que cotidianamente atravessa as ruas; com aqueles que se viram como podem para sobreviver em meio a maior cidade da América Latina.

FICHA TÉCNICA: Direção: Alexandre Kavanji |Direção de Atores: Renata Lemes |Dramaturgia: Solange Dias |Direção Musical: Charles Raszl |Figurino, Adereços e Ambientação: Luiz Augusto dos Santos |Preparação Corporal: Alício Amaral, Juliana Pardo – Cia Mundu Rodá | Maquiagem: Guto Togniazzolo |Sonorização e Técnico de Áudio: Gabriel Kavanji |Atores: Aysha Nascimento, Francisco Gaspar, Dudu Oliveira, Edi Cardoso, Flávio Rodrigues, Harley Nóbrega, Val Ribeiro, Marcos di Ferreira |Músicos: Fabrício Cardial, Glauber Coimbra|Composições: Charles Raszl, Antonia Mattos, Daniel Rodrigues e Harley Nóbrega |Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini |Assistente de Produção: Rafael Procópio |Direção de Produção: Iarlei Rangel

Relampião

Relampião traz a história de personagens que trabalham como ambulantes em uma praça, cada um carregando seu sonho e seu modo de resistir; cada um driblando sua maré, para não se entregar à deriva do “azar”. É com essas histórias, entre músicas, narrativas e poemas que Virgulino, um artesão de carrancas, espera somar forças para avançar em seu dia a dia, para manter a cabeça presa ao pescoço e para com outros tornar-se um bando, capaz de enfrentar os macacos covardes que desprezam a importância dessa gente.

Duração: 50 Minutos | Grátis | Livre

Quando: 04, 05, 06 e 07 de dezembro de 2019 (Quarta-feira à sábado) – Horário: 15h00

Onde: Largo Treze de Maio – Santo Amaro 

Quando: 08 de dezembro de 2019 (domingo) – Horário: 15h00

Onde: Parque do Carmo – Zona Leste – São Paulo

Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini – lucigandelini@gmail.com – Cel: 99568-8773

Palhaços Sem Fronteiras Brasil apresenta Entre Pontes e Muros no SESC Bauru

Foto Ricardo Avellar

Organização sem fins lucrativos atua em regiões onde crianças vivem afetadas por situações de guerras, desastres naturais e exclusão social, acreditando que todos têm direito ao riso. 

Na Semana Municipal de Direitos Humanos, SESC Bauru recebe a Organização Palhaços Sem Fronteiras

No dia 12 de Dezembro de 2019 (quinta-feira), às 20h30, o SESC Bauru recebe a organização Palhaços Sem Fronteiras Brasil para uma apresentação especial do espetáculo Entre Pontes e Muros, com entrada gratuita. A apresentação integra a programação da Semana Municipal de Direitos Humanos.

Entre Pontes e Muros é um espetáculo que parte das temáticas ‘territórios” e “fronteiras”. A partir da história de quatro palhaços que precisam descobrir uma forma pacífica de habitar o mesmo lugar, a montagem propõe importantes reflexões ao revelar conflitos e questões dentro do mundo das divisões de terras e ocupações.

Um espetáculo criado a partir das experiências vividas pela organização social sem fins lucrativos Palhaços Sem Fronteiras Brasil, que atua levando intervenções artísticas, espetáculos de palhaçaria e artes circenses à regiões onde crianças vivem afetadas por situações de crise causadas tanto por guerras e desastres naturais, como em áreas de exclusão social. Nicarágua, Saara Ocidental, Colômbia, El Salvador, Rio Doce (ES), Cracolândia, Projeto Refugiados Brasil, Projeto OcupaRiso, México, Altamira, entre outros, estão entre os locais visitados pelo projeto nos últimos tempos. 

O elemento principal da atuação dos Palhaços Sem Fronteiras é a promoção do riso acreditando que, através dele, seja possível realizar apoio psicológico e emocional para populações em situações de risco, propiciando o apaziguamento de tensões e a restauração afetiva como forma de resiliência. Uma transformação em busca de uma sociedade menos competitiva, onde a generosidade do palhaço não seja tratada como exceção. 

“Acreditamos que a única forma de agir é trabalhar junto às crianças para que seja possível semear a empatia desde o princípio da vida e fazer com que o humor seja cada vez mais valorizado como elemento apaziguador de tensões e regenerador. O Palhaços Sem Fronteiras Brasil atua como um agente que propicia apoio emocional e psicológico, buscando ser um elemento de garantia da vivência plena da infância” – comenta a equipe do Palhaços Sem Fronteiras Brasil. 

Palhaços Sem Fronteiras Brasil faz parte da organização Palhaços Sem Fronteiras Internacional – Clowns Without Boders International (CWBI), que surgiu em 2012. Sediada na Espanha, é hoje composta por treze países: Austrália, Bélgica, Canadá, Finlândia, França, Alemanha, Irlanda, Espanha, África do Sul, Suécia, Reino Unido, Estados Unidos da América e Brasil, o primeiro país da América Latina a fazer parte da entidade internacional desde maio de 2016. Todas as seções do CWBI são não-governamentais, independentes e sem fins lucrativos, sem filiação religiosa ou política. 

Para mais informações acesse: www.facebook.com/palhacossemfronteirasbrasil

A organização atualmente está arrecadando fundos para as ações do ano de 2020. Para colaborar acesse: http://palhacossemfronteiras.org.br/doacoes/

Espetáculo Entre Pontes e Muros

Com Palhaços Sem Fronteiras Brasil

Quando: dia 12 de Dezembro de 2019 – quinta-feira

Horário: 20h30

Como transpor as fronteiras entre nós? 

História de quatro palhaços em fuga, que se veem diante de um imenso muro. Ao transpor esse obstáculo, passam a habitar esse novo espaço. Do outro lado do muro, eles precisarão aprender a lidar com os conflitos para dividir este espaço de forma justa. 

Mas, aos poucos, por meio da integração pela arte e da compatibilidade de saberes, eles descobrem uma forma pacífica de habitar o mesmo lugar. 

Duração: 50 Min

Classificação: livre 

Entrada Gratuita

Onde: SESC Bauru – Área de Convivência

Endereço: Av. Aureliano Cardia, 6-71 – Vila Cardia, Bauru – SP, 17013-411 – Telefone: (14) 3235-1750

Assessoria de Imprensa – Luciana Gandelini – lucigandelini@gmail.com – Cel: (11) 99568-8773

Grupo Zumb.boys apresenta Mané Boneco na E.E Henrique Dumont no Jaguaré

Foto Pablo Araripe

Zumb.boys apresenta o espetáculo Mané Boneco em diversos espaços e convida o público para um momento de encontro com a beleza e a simplicidade do brincar através da dança.

Grupo Zumb.boys leva espetáculo de danças urbanas para Escola Estadual no Jaguaré!

No dia 04 de Dezembro de 2019 (quarta-feira), às 16h00, com entrada gratuita, o Grupo Zumb.boys realiza uma apresentação especial de “Mané Boneco” na Escola Estadual Henrique Dumont, que fica no Jaguaré, São Paulo.

Mais recente trabalho de intervenção artística do Grupo Zumb.boys, Mané Boneco é um projeto que dialoga com a beleza e a simplicidade do brincar, tendo como inspiração “Mané gostoso”, boneco brasileiro encontrado em feiras nordestinas, que fez e faz parte da infância de muitas pessoas. 

Uma das propostas de Mané Boneco é que seja gostoso de assistir, da mesma maneira que nos divertimos ao brincar, livres de julgamentos, abertos a viver o encontro. E para que este espaço de encontro se estabeleça, foram criados códigos simples e de fácil reconhecimento, para que as pessoas se sintam à vontade em fazer parte do que está sendo apresentado.

Com este trabalho o grupo criou o termo “Uma dança que faz convites”. A platéia é convidada a um momento de brincadeiras e histórias construídas corporalmente. 

O Grupo Zumb.boys foi criado em 2003 na periferia de São Paulo, com bailarinos que possuem diferentes históricos na dança contemporânea, participando do processo criativo de importantes companhias. 

Em 2016, recebeu o Prêmio Denilto Gomes 2016, da Cooperativa Paulista de Dança, nas categorias Produção em Dança e Melhor Designer de Luz, com o O que se Rouba. Dança por Correio foi eleito Melhor Espetáculo (Não Estreia) pela APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes.  

Em 2017, foi novamente indicado ao Prêmio APCA na categoria Melhor Espetáculo, com O que se Rouba e vencedor na categoria Melhor Intervenção Urbana do Prêmio Denilto Gomes 2017, pelo projeto Mané Boneco.

Contemplado com o projeto Rastro na 26ª Edição do Programa Municipal de Fomento à Dança, o grupo dá continuidade à sua pesquisa, explorando novas possibilidades de criação e produção em dança. 

Conheça o trabalho deste grupo que segue buscando caminhos para visibilidade/protagonismo periférico e das culturas marginais. Mais informações em:  www.facebook.com/grupozumbboys  e www.instagram.com/zumb.boys

Ficha  técnica 

Direção: Márcio Greyk de Lima Ferreira |Dançarinos: Danilo Rodrigo Ferreira Nonato, David Castro Serra, Ednelson da Silva Guedes, Eriki Hideki, Igor Wilson de Souza, Márcio Greyk de Lima Ferreira |Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini |Produção: Júnior Cecon | Assistente de Produção: Márcia Ferreira

Mané Boneco

Inspirado no boneco brasileiro “Mané gostoso”, feito de madeira com pernas e braços articulados, movimentados por cordões, ao ser tracionados por duas madeiras que os sustentam. Uma intervenção que se estabelece através de um corpo virtuoso, brincalhão e articulado, que a todo momento deseja dialogar com as pessoas valorizando cada instante vivido, compartilhando momentos, brincadeiras e histórias construídas corporalmente.  

Duração – 40 minutos – Entrada Grátis – Classificação Livre 

Quando: 04 de Dezembro  de 2019 (quarta-feira) – Horário: 16h00

Onde: Escola Estadual Henrique Dumont

Endereço: Av. Pres. Altíno, 1131 – Jaguaré, São Paulo – SP, 05323-002

Informações: Contato – Professora Patrícia – (11) 3714 3328

Assessoria de Imprensa – Luciana Gandelini – lucigandelini@gmail.com Cel 99568-8873